Typography – Tipografia – Tipográfia – Typographie – Typografie – Typografi – Τυπογραφία

Archivio del tag ‘calligrafia’

Giò Fuga apresenta “TipoItalia” em Roma d+

con solo un commento - leggilo e lascia anche il tuo, grazie

Segunda-feira, 14 de dezembro à tarde, em Roma no âmbito de Roma Design più, o evento internacional que apoia e promove a cultura do design e abre-se à comparação entre os cenários internacional. Patrocinado pela Universidade “La Sapienza” de Roma Secção Artes, Design e Novas Tecnologias Departamento ITACA – é feito em cooperação com a província de Roma Departamento de Atividades Produtivas e da Câmara de Comércio de Roma, haverá duas contribuições de Giangiorgio Fuga: a apresentação da revista Tipoitalia e uma conferência de design tipografico.
Tipoitalia é a primeira revista do estilo italiano da tipografia, que se concentra e desenvolve os temas de nossa tipografia e gráficos relacionados a ele. Os temas abordados vão desde o caráter clássico para a produção do designer do tipo contemporâneo. Além de artigos sobre a história da escrita, caligrafia, letras e história da fundição, a revista apresenta muitos puramente “visual” que evocam o poder da tipografia como uma imagem.
Na sequência será realizado o seminário “Do esboço para digitalizar, como vem uma fonte?” no qual se propõe uma rota a partir do desenho à mão dos “glifos” a digitalização, com suas ferramentas do trabalho e através da apresentação de casos concretos. Ele também irá analisar os diferentes tipos de fontes com as suas características específicas: para publicar, vídeo e multimédia, sinalética.
A fim da conferência será elaborado um “árvore tipografico de Natal”. Quem quiser participar terá fotografias dos banners acima e outros elementos tipográficos no contexto urbano.
Esses materiais serão utilizados durante o workshop sob a supervisão de Giò Fuga.

Segunda-feira 14 dezembro 2009
Ex GIL | Largo Ascianghi 5, Roma – Italia
Sala conferenze Moretti
h 15 | 18

A cura di Mario Fois e Mario Rullo e dell’AIAP

Texto em italiano

Noções básicas de impressão com tipos móveis com Paolo Lazzarelli em Arezzo

con 3 commenti - leggili e lascia anche il tuo, grazie

O Top 10 melhores fontes de 2008, comercializados pela MyFonts

con 9 commenti - leggili e lascia anche il tuo, grazie

7) Scritti – Calligrafici: (Classificação Novarese) primera parte

con 6 commenti - leggili e lascia anche il tuo, grazie

Edward Johnston: o tipo do London Underground

con 3 commenti - leggili e lascia anche il tuo, grazie

Abreviaturas tipografica

con 4 commenti - leggili e lascia anche il tuo, grazie

Desde o Império Romano e até o século XVI, os escritores têm de usar, “atalhos” de um lado para dar espaço para manter o layout de texto e outro para economizar espaço necessário para guardar dinheiro, já que a gravura em pedra ea caligrafia em papiro e pergaminho é, então, sempre lhe custar.

Então, eles inventaram os sinais e abreviaturas. Sua propagação mostrou que a leitura do texto alfabético é, por vezes transformado num verdadeiro consolidação dos sinais convencionais (um pouco como taquigrafia em uso atualmente) que só os iniciados podiam compreender.

A primeira impressão herdou, em seus primeiros dias, essas abreviações que durou um século e foram reprimidas tanto para uso menor da língua latina, é tornar mais compreensivo os textos ao maior número de leitores. Hoje, as abreviações são usadas para vários idiomas diferentes.

Segni delle abbreviazioni utilizzati dal VIII al XVI secolo nella calligrafia e nella nascente tipografia
Sinais de abreviaturas usadas pela VIII no XVI século, na caligrafia e na nascente tipografia

Curiosos são os significados de algumas dessas siglas, como o asterisco * significa que o dinheiro ou o símbolo do infinito ∞, que uma vez se refere ao número de mil entendida como Ano 1.000 (o então previsto, o fim do mundo e, portanto, o infinito).

Texto em italiano